Considerando que a cidade está cheia de cantos charmosos, e sendo o barco a única alternativa de transporte em Veneza, sobram motivos para explorá-la a pé. O melhor é começar cedo, antes das ruas serem invadidas por uma multidão de turistas, que somam anualmente 12 milhões de visitantes.

A zona da Praça São Marcos, onde está a maioria das atrações, é a mais movimentada. Se depois de ver o essencial, você quiser um pouco de paz, é hora de caminhar pelos bairros mais afastados do Grande Canal, como Castello, Dorsoduro, Santa Croce ou San Polo.

Além disso, é impossível não se perder em Veneza. Quando isso acontecer, confie no instinto e siga aproveitando o roteiro improvisado.

Guia de Veneza

Leave a Reply

Your email address will not be published.