Alto da Boa Vista
Rio de Janeiro

O Parque Nacional da Tijuca ocupa uma extensão de 3.300 hectares de superfície urbana, o que faz dele a maior floresta urbana do mundo, estando dividido em três conjuntos paisagísticos. É uma ótima oportunidade para conhecer a Mata Atlântica sem sair do Rio de Janeiro. Nesse parque você poderá caminhar por sinuosas trilhas, deslumbrar-se com várias cachoeiras e descobrir numerosas grutas.

Um dos pontos mais famosos do Parque Nacional da Tijuca é a Pedra da Gávea, assim como o morro do Corcovado e o Pico da Tijuca, o qual, estando 1.022 metros acima do nível do mar, é a parte mais alta do parque. Além disso, o parque conta com várias cascatas, tal como a Cascatinha Taunay ou a Cascata Gabriela. Também poderá ver ali uma capela do séc. XIX, a Capela Mayrink, situada em plena Mata Atlântica.

Os antecedentes do parque remontam ao Bosque da Tijuca, criado em 1861, o qual foi ampliado em 1967 e passou à categoria de Parque Nacional. Em 1991, o espaço foi declarado Reserva da Biosfera. Hoje em dia o parque é uma opção ideal para a prática de caminhadas, com rotas muito bem sinalizadas, mas também para atividades como a espeleologia, a escalada ou o ciclismo (nas vias asfaltadas). Nas partes mais altas, você também encontrará alguns mirantes, de onde terá uma visão do Rio de Janeiro digna de um cartão postal.

Guia do Rio de Janeiro | Parques no Rio de Janeiro

Leave a Reply

Your email address will not be published.