Belgrano é um dos bairros mais antigos de Buenos Aires. Por essa razão, ao passear por suas ruas você encontrará áreas bem diferenciadas. Belgrano C é a área mais comercial do bairro, sendo também a sede do Museu Sarmiento e da Parroquia de la Inmaculada Concepción. Lá também se encontra a praça General Manuel Belgrano, onde todos os fins de semana se realiza uma feira de artesanato.

Em Belgrano R se encontra a área residencial das classes mais abastadas. No Bajo Belgrano estão os terrenos ganhados ao rio, onde convivem casas humildes com outras mais ricas e também com os esportes náuticos. Passando pelo bairro de Belgrano, não deixe de ver o belo parque das Barracas de Belgrano e o Barrio Chino (Bairro Chinês), onde encontrará comida típica, verduras, restaurantes, herboristas e, inclusive, um templo budista.

Criado em 1855 ao Norte de Buenos Aires (originalmente como um povoado), o bairro de Belgrano é assim chamado em homenagem a Manuel Belgrano, um dos personagens históricos mais significativos da Argentina, a quem também se deve o desenho da bandeira do país. O povoado logo se transformaria em cidade e, posteriormente, seria aglutinado pela Capital Federal, passando à categoria de bairro.

Ainda hoje se conservam algumas das luxuosas mansões e casarões de estilo inglês e francês que caracterizaram o bairro de Belgrano em seus primórdios, como a casa de Gowland Moreno e o Palacete Delacasse, conhecido popularmente com o nome La Casa del Ángel.

Guia de Buenos Aires | Bairros em Buenos Aires

Leave a Reply

Your email address will not be published.