Para entender melhor o transporte em Lisboa é importante saber que em português de Portugal alguns nomes são diferentes dos nomes brasileiros. Anote as dicas para não se perder:

Ônibus = Autocarro
Trem = Comboio
Elétrico = Bondinho
Metropolitano = Metrô

Aeroporto

O Aeroporto Internacional de Lisboa está situado a apenas 7 quilômetros do centro da cidade e oferece muitas opções de transporte até lá. O Aerobus é um ônibus especial que realiza o trajeto diretamente – sai a cada 20 minutos, todos os dias das 7h45 às 20h45. As linhas normais que levam a diversos pontos da cidade são: 5, 22,44, 45 e 83. O trajeto em táxi é rápido e barato, já que a distância é bastante curta – valor adicional por bagagem ou animais. Mais informação na página da Federação Portuguesa do Táxi (Antral).

Trem

Se chegar em trem será pela estação de Santa Apolônia, que está mais próxima ao centro, ou pela Gare do Oriente, que fica no Parque das Nações, ambas bem conectadas com o resto da cidade pela rede de metrô e ônibus.

Transporte Público

Lisboa é uma cidade grande, mas o centro é ideal para caminhar e muitos pontos turísticos estão próximos. Como está localizada em sete colinas, prepare as pernas para subidas intermináveis. Algumas ruas possuem corrimão ao lado, para você se segurar sem perigo de escorregar.

Os elevadores (4 no total) são uma boa forma de economizar energia. Estão em apenas algumas zonas da cidade, onde se comunicam parte alta e parte baixa, e são uma verdadeira viagem no tempo.

Se preferir passeios mais tranqüilos sem muito esforço, escolha os elétricos, que são charmosos e permitem apreciar a cidade a seu ritmo. O percurso da linha 28 percorre bairros históricos. A companhia que gestiona os elétricos, autocarros e os elevadores é a Carris. O metropolitano é uma boa opção para trajetos mais longos e quatro linhas conectam a cidade.

Guia de Lisboa